Escapamentos esportivos – Design e performance

Escapamentos esportivos – Design e performance

Muitas pessoas que modificam seus carros gostam de deixar um ruído característico, mais alto, porém, isso nem sempre é vantajoso.

Alguns até sacrificam o escapamento para um som prazeroso, no entanto, elas podem não saber que o sistema de escape é um grande aliado em termos de potência.

Portanto, repense no momento de trocar seu sistema de escape, ele deve ser compatível com seu motor para garantir que os gases escapem eficientemente.

Design dos escapamentos

Os escapamentos estão diretamente ligados com a combustão. Eliminar os gases é importante e, quanto menor a pressão no sistema de escape, maior a potência produzida.

No entanto, a taxa de fluxo dos gases do escape também entra na equação. Grandes escapamentos diminuem o fluxo e os menores aumentam-no. Você precisa equilibrar o escapamento com a capacidade de admissão e do motor para obter a melhor vazão sem causar pressão de retorno.

A pressão de retorno seria um atraso dos gases, incapazes de escapar rapidamente.

No mundo ideal, teríamos diferentes tamanhos para cada banda de rotação, porém, isto é inviável. Portanto, deve se fazer uma configuração que abranja todas as situações.

A maioria dos escapamentos de desempenho de boa qualidade, buscam o melhor para trabalhar de forma mais eficiente em RPMs mais altas

É interessante notar que alguns fabricantes de carros de alto desempenho têm um escape de “diâmetro duplo”. Eles variam de acordo com a RPM, permitindo torque baixo e números de potência de pico melhores. São controlados, normalmente, por uma válvula mecânica ou uma válvula borboleta.

O tamanho dos escapes

Muitos jovens utilizam exaustores enormes, que por sua vez, diminuem drasticamente a potência. Isso porque, como dito, o escape deve ser baseado na quantidade de ar que seu motor precisa expelir e isso varia muito em turbos e motores altamente sintonizados.

Aqui vamos dar uma dica geral, quanto menor o motor, menor o tamanho do furo. Por exemplo, um motor 1.6L, utilize um tubo máximo de 1.5 a 2 polegadas.

Para motores 2,5L, utilize tubos de 2 até 2,5 polegadas, se seu motor for maior, utilize um de 3 polegadas.

Também recomendamos, para motores maiores do que o de 2.5L, um sistema de escape duplo, sempre usando metade do tamanho do motor. Portanto, um motor 3.0L, é compatível com um furo duplo de 1.5 a 2 polegadas. Já um motor 5.0L, um sistema de escape duplo com 2 até 2.5 polegadas.

Estas medidas se aplicam ao mínimo do furo ao longo do comprimento do escape até a caixa traseira e o tubo de escape. A caixa traseira e o tubo de saída podem ser um pouco mais largos, mas isso não entregará mais energia, apenas dará um som mais profundo.

Veja nosso outro post, em que falamos especificamente sobre os coletores, clicando aqui.

Entre em contato conosco, será um prazer recebê-lo e esclarecer todas as suas dúvidas.

Venha nos conhecer!

WhatsApp chat